A Instalação da piscina de Fibra bem feita é de suma importância para sua durabilidade e eficiência. Ao lado há um vídeo didático explicando a instalação da piscina de fibra em condições normais, onde o terreno está plano e seco.

Procedimentos para instalação da piscina de Fibra.

1) Escavação: O buraco pode ser feito manualmente ou com máquina, de acordo com as medidas da piscina, normalmente o buraco deve ser maior do que o comprimento e largura da piscina 40 cm. Se a borda for de 20 cm, cave mais 20 cm a partir dela. Importante ficar atento com relação ao lençol freático de cada região. Faça o estaqueamento pela lateral e amarre fios ou linha para determinação do nivelamento correto.

2) Preparação do buraco: Após a escavação é feito a compactação do fundo do buraco e adicionado um lastro de Areia ou pó de pedra de 5 a 7 cm no fundo do buraco para o recebimento do casco da Piscina.

3) Colocação da Piscina no buraco: No assentamento e nivelamento da Piscina sobre o lastro de Areia, pó de pedra ou farofa (areia com cimento na proporção 10 para 1 ) e desnível de no máximo 5mm é aceitável.

4) Laminação dos Dispositivos: Lamina-se todos os dispositivos de recirculação e os acessórios (se houver);

5) A hidráulica é executada com tubos de pvc 50 mm marrom.

NOTA: Piscina com dimensões maiores que 30 m² é indicado fazer uma caixa de contenção em alvenaria para suportar os esforços do terreno e pressão de água da piscina.

6) Após a Hidráulica pronta encha a piscina com água no nível de 30 cm em relação ao fundo e coloque a farofa de cimento ao redor da piscina ( entre a piscina e o buraco ) até atingir os 30 cm.Repita o procedimento até atingir o nível de água da piscina cheia. Para melhor compactação umedeça a farofa com água.

6) Casa de Máquinas: Local onde é instalado o Sistema Filtrante juntamente com a Motoboma e os registros de esfera para a recirculação da água. A casa de máquina pode ser de fibra de vidor ou construída em alvenaria.

7) Rede Hidráulica: Ligação da Piscina com o Sistema Filtrante através de Tubos e Conexões.

8) Parte Elétrica: Ligação da Motobomba do Sistema Filtrante e da Iluminação sub-aquática (se houver).

SITUAÇÕES E ADVERSIDADES PARA INSTALAÇÃO DE UMA PISCINA.

1) ESCAVAÇÃO

• Escolher o local evitando lugares com sombra e com com árvores próximas;

1º) Faça a marcação do espaço a ser escavado de acordo com o tamanho da Borda da Piscina. Procure utilizar lona preta como gabarito.

2º) Proceda a escavação de forma mecânica ou manual,contemplando 5 cm acréscimo para o lastro de fundo, utilizando-se de um prumo afim de diminuir o buraco levemente para dentro, observando o grau de desmolde da piscina. Em caso de excesso de terra na escavação, deixe um dos lados livres para a entrada do casco.

3º) Em caso de Piscina com Acessório, prever cortes no barranco para facilitar o assentamento da Piscina.

4º) Faça compactação do solo com Compactador Manual ou Mecânico, conforme a necessidade.

5º) Observe atentamente a profundidade da piscina e tome como referencia o ponto indicado no croqui (Marque com estacas nos quatro cantos da escavação). Com uma mangueira transparente, limpa e sem bolhas de ar, ajuste os pontos de nível, marcando as respectivas estacas, coloque fio de linha de um lado para o outro.

2) PREPARAÇÃO DO BURACO

• Espalhar uma farofa de areia com cimento a seco na proporção 10×1 sobre o fundo do buraco com uma espessura de aproximadamente 5 cm para receber a Piscina.

3) COLOCAÇÃO DA PISCINA NO BURACO

• Com um guincho ou com pessoas treinadas, coloque a piscina dentro do buraco devidamente nivelado. Confira uma última vez se o fundo está totalmente apoiado sem eventuais objetos que venha comprometer a estrutura da piscina. Conferindo também o nível das bordas com os pontos do croqui.

DESENHO DO BURACO - MARCAÇÃO ESTACAS

• Inicie o enchimento mantendo a água sempre a 30 cm a frente do aterro com o pó de brita ou areia com cimento – Traço 18 latas por 50 Kg compactando levemente com água. Após ou simultaneamente, faça a ligação da Casa de Máquinas com a Piscina, nivelando preferencialmente, de acordo com a Borda da Piscina (Distancia ideal entre 2,5 a 5,0 metros).

PISCINAS COM ESCADAS OU PRAINHA É OBRIGATÓRIO

O ENTIJOLAMENTO DESTES PONTOS.

4) LAMINAÇÃO DOS DISPOSITIVOS E HIDRÁULICA

• Os elementos hidráulicos são os dispositivos que são laminados no fundo e nas laterais, sendo o ralo do fundo, os retornos e o dispositivo de aspiração, todos especiais para piscinas em fibra e que já vem de fábrica, assim o ideal é que se faça a opção por tais acessórios no momento de compra;

• Os acessórios acima citados são os refletores subaquáticos, os Skimmers ou coadeiras, os dispositivos para hidromassagem;

• Observando os dispositivos e acessórios previstos na piscina,faça as aberturas com serra copo ou serra tico-tico. Fixe os dispositivos conforme sua característica, com flange e parafusos, ou a base de laminação, com massa plástica e reforço com fibra de vidro. (Coloque o cano do ralo de fundo antecipadamente).

5) CAIXA DE CONTENÇÃO

• Para Piscinas com dimensões a partir de 30 m² , ou parcialmente suspensas e, dependendo das condições do terreno, recomendamos que se faça uma parede de tijolos ou blocos de concreto no entorno da piscina desde o fundo até a borda, não esquecendo de calçar bem os degraus e bancos;

• Ao começar a Alvenaria, é importante frisar que neste momento inicia-se o enchimento da piscina.

TERRENO COM GRANDE INCLINAÇÃO

1º) Construir parede de alvenaria com pilares a cada 1,5 metro e viga baldrame e viga de respaldo com ferro – vigas 15 x 15 cm.

2º ) Assentar os tijolos em toda circunferência, na linha dos reforços, completando com massa 3x1 os espaços vagos entre o tijolo e a parede de fibra. Não exceder a 20 cm de parede.

TERRENO COM PEQUENA INCLINAÇÃO

1º) Um ou dois lados fica mais de 50 cm fora do chão. Fazer uma parede de tijolo naquele setor a fim de garantir a proteção à piscina.

PISCINAS INSTALADA SOBRE LAJE

OBRA SOBRE LAJE, UM ENGENHEIRO CALCULISTA DEVE SER CONSULTADO.

1) Colocar a piscina sobre o piso desempenado, entre 20 a 30cm de água para estabilizar.

2) Construir parede de alvenaria com pilares a cada 1,5 metro e viga baldrame e viga de respaldo com ferro – vigas 15 x 15 cm.

3) Assentar os tijolos em toda circunferência, na linha dos reforços, completando com massa 3x1 os espaços vagos entre o tijolo e a parede de fibra. Não exceder a 20 cm de parede. Após concluir esta fase o instalador partirá para a confecção da Casa de Máquinas (confeccionada em alvenaria ou pré-fabricada em fibra), instalação do equipamento de filtragem e do sistema hidráulico, ligando a piscina até a casa de máquinas no limite estabelecido pelo fabricante do equipamento.Recomendamos que a casa de máquinas também deverá ser envolvida pelo revestimento de pedra mineira, para que não ocorra infiltração de água em sua lateral.

CASA DE MÁQUINAS PARA PISCINA

A casa de máquinas é um item essencial para qualquer tipo de piscina. É nela que ficam acondicionados o sistema filtrante (filtro e bomba) registros, válvulas, fios e acionadores. E por este motivo, a casa de máquinas deve ser projetada de forma que o acesso a ela seja prático e fácil. Existem basicamente dois modelos de casa de máquinas: em fibra de vidro e em alvenaria.

EM FIBRA DE VIDRO

A Casa de Máquinas em Fibra de Vidro é ideal para quem quer praticidade e facilidade na hora de manusear os registros e o sistema filtrante da piscina (Filtro de areia e bomba). Sua instalação é bem rápida e prática. Já vai com tampa hermética, o que impede a entrada de água.

EM ALVENARIA

A Casa de Máquinas em Alvenaria pode ser construída de duas formas: acima do nível da água e abaixo do nível da água da piscina.Acima do Nível de água da Piscina: Deve-se tomar alguns cuidados. O principal fator é que a bomba deve ser autoescorvante,que são bombas que automaticamente fazem o processo de água da bomba (escorva). O seu funcionamento ocorre através de um escorvante interno, que por meio do vácuo, retira o ar do sistema gerando desta forma pressão na entrada da bomba, permitindo desta forma maior durabilidade e maior tempo de funcionamento.Toda vez que a bomba é ligada, o seu rotor impulsiona a água retida fazendo assim a sua aspiração pela tubulação.

Abaixo do Nível de água da Piscina: Um detalhe importantíssimo é garantir o escoamento da água que cair dentro dela, através de um ralo no fundo. Com isto, será difícil a inundação da casa de máquinas,que pode ocasionar danos nos equipamentos elétricos.

CALÇADA NO ENTORNO DA PISCINA

O Cliente deverá fazer o piso com o mínimo de 01 (um) metro em toda a volta da piscina ou conforme o terreno permitir e revesti-lo, lembrando que o caimento do piso deve ser sempre para o lado de fora da piscina.

Procure verificar se foram tomadas as seguintes providências antes da confecção do piso lateral:

• Compactar adequadamente o aterro lateral da piscina, deixando-o em condições de receber o contra-piso, que deverá  ser feito com malhas de ferro e servirá de base para a colocação de pedra mineira ou similar. Durante esse período e até que seja feito o contra-piso proteja esse aterro com uma

lona plástica, evitando assim que em caso de chuva o mesmo venha a ficar prejudicado, ou comprometa a instalação e/ou as paredes da piscina; 

• Nota: Ponto importante de tal fase é o cuidado com a tubulação da piscina que fica sob a terra e no momento da compactação, que pode ser danificada se o obreiro não for diligente.

• Constatando que o aterro está nas condições acima e pronto para receber o contra-piso, providencie-o de forma que o mesmo tenha um caimento lateral de no mínimo 2%, suficiente para evitar que a água das CHUVAS retorne para dentro de sua piscina;

• Não utilize a piscina antes do término do acabamento lateral.

Todo serviço de alvenaria executado para o assentamento da piscina e pedra mineira será de responsabilidade da pessoa que o executar ou da empresa contratada para tanto.

• A colocação de pedra ou de um deck em madeira deverá ser feito de tal forma que fique rente a cantoneira da borda de sustentação, evitando assim que o mesmo sofra qualquer impacto de acidentes.

Referência bibliográfica: GMFibras